Saúde sem partido

Saúde sem partido

Falar que a saúde está na UTI é uma crítica muito superficial. Frase pronta, com efeito pouco construtivo. Sim, a saúde, e falo principalmente de Jundiaí, precisa de rápidas soluções. Temos o Hospital São Vicente, local inclusive onde eu nasci, que está prestes a perder recursos que podem prejudicar muito o seu funcionamento. O São Vicente aguarda o repasse do Governo do Estado de mais de 2 milhões de reais ao mês do recurso do Santa Casa Sustentável que até hoje não chegou aos cofres da entidade. Temos o Hospital Regional que tem uma ótima estrutura e que parte está ociosa. Poderia ter uma destinação que o tornasse mais eficiente para atender Jundiaí e Região. O GRENDACC que cumpre um papel fundamental no tratamento especializado em crianças com câncer e precisa do convênio com o governo Federal para manter sua nova ala cirúrgica. Enfim, para sair da superficialidade da crítica e aprofundar na busca de soluções concretas é preciso diálogo e ação por parte das forças políticas de nossa cidade e Região. O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, que também é o presidente do Aglomerado Urbano de Jundiaí além de legitimidade tem toda capacidade para ser o articulador desse processo. Ele, juntamente com o Deputado federal Miguel Haddad, ambos do PSDB que é também o partido do governo do Estado, o Deputado estadual de Várzea Paulista, Junior Aprilanti, do PSB, partido do vice-governador, podem reunir os prefeitos das cidades que compõem o aglomerado, que também tem responsabilidades e interesse, e mergulhar nesse tema para, unidos, buscarem alternativas.
Esse é um momento de união dos municípios que devem enfrentar a questão e colocar acima das disputas políticas e eleitorais. A saúde, essa sim, não deve ter partido. Só a crítica, sem ação, não irá tirar a Saúde da UTI.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>